Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Consulado de Portugal em Lyon participou nas Festas Consulares

Decorreu no fim de semana passado mais uma edição das Festas Consulares em Lyon. A Place Bellecourt acolheu cerca de 90 stands dos Consulados e dos Consulados honorários instalados na cidade, assim como algumas instituições com relações internacionais.

Como já vem sendo habitual, Portugal estava representado com o stand do Consulado Geral de Portugal. “Esta é uma excelente oportunidade para promover Portugal e o que de melhor temos no país” explicou ao LusoJornal o Cônsul Geral Luís Brito Câmara.

Durante todo o dia, os funcionários do Consulado acolheram sobretudo muitos Franceses que passavam para recolher informações sobre o país. Para além de alguma documentação turística, foi distribuído material sobre a Viagem de Circum-navegação de Fernão de Magalhães e estava patente ao público uma exposição de cartazes com apresentação de escritores de língua portuguesa, de Portugal, mas também de outros países lusófonos.

O Embaixador de Portugal em Paris, Jorge Torres Pereira, também se deslocou a Lyon para participar neste evento. “Este ano o Maire de Lyon convidou os Embaixadores com uma carta simpática e dizia que achava importante mostrar a diversidade das várias Comunidades que residem na cidade. Aceitei, claro, o convite” disse o Embaixador de Portugal. “O Cônsul Geral aqui é muito ativo, faz questão de ter um stand informativo e dá bem a ideia do que é a nossa oferta”.

Gérard Colomb, Maire de Lyon, visitou o stand português na sexta-feira, dia da inauguração e também passaram por lá os dois Deputados, agora em campanha eleitoral, Carlos Gonçalves e Paulo Pisco.

No stand de Portugal estava também a empresa Millésimes & Gourmandises que apresentou o Vinho do Porto e a Ginja de Óbidos, “dois emblemas da produção nacional” disse Antoine Pinto ao LusoJornal.

“O Vinho do Porto é conhecido de toda a gente, no mundo inteiro. Quanto à Ginja de Óbidos, muitos Franceses já conhecem porque quando vão a Portugal bebem este licor em Lisboa, mas a grande parte nunca ouviu falar e prova aqui”.

Durante o dia de sábado, uma delegação reduzida do rancho folclórico Estrelas Douradas de Lyon 6, esteve no stand português, e o grupo completo atuou no palco principal, no domingo ao fim da tarde. “Fomos convidados para vir aqui representar Portugal e é com grande orgulho que aqui estamos” disse ao LusoJornal o Presidente do grupo, Belmiro Cunha. “Este grupo foi fundado em 1979, e no 9 de novembro deste ano, vamos festejar os nossos 40 anos. Somos um grupo 100% do Minho, como eu, e as nossas danças são todas do Minho”.

Para além de Portugal só um outro país lusófono estava representado: o Brasil. Curiosamente, o Cônsul Honorário do Brasil em Lyon é o advogado lusodescendente Olivier Costa. “Sou lusodescendente, filho de pais portugueses, há 20 anos que trabalho muito entre a França, Portugal e o Brasil. Trabalhei muito com o antigo Cônsul Honorário do Brasil em Lyon, Jean-François Perrier, que queria parar. Foi ele quem me deu a honra de propor a minha nomeação”.

Em Lyon residem cerca de 5.000 Brasileiros, em geral estudantes, engenheiros, empresários, artistas…

Não muito longe estava o stand da Rádio Capsao, “uma radio que existe há 10 anos, que representa a língua e a cultura dos países de língua portuguesa e espanhola” explica Alfredo Silva, lusodescendente e fundador da rádio. “Queremos ser representantes em França dessa imensa cultura que vem de fora” disse ao LusoJornal.

A rádio começou a emitir em Lyon, mas emite agora também em 25 outras cidades em França “e outras atribuições de frequência devem sair nos próximos meses”. Desde este verão a rádio tem uma frequência em Portugal.

Durante a sua curta estadia em Lyon, o Embaixador Jorge Torres Pereira visitou também o Departamento de português da Universidade de Lyon 2, apoiado pelo Instituto Camões.

Torres Pereira falou para cerca de 30 alunos e para os professores do departamento de português. Leu um texto inicial e perguntou aos alunos se sabiam quem o escreveu. Pouco a pouco foi desvendando, na conversa, alguns elementos e acabou por confessar que se tratava de um texto de Eça de Queirós, que foi aliás Cônsul de Portugal em Paris.

Segundo o Cônsul Geral Luís Brito Câmara, na região de Lyon moram cerca de 300 mil Portugueses

Claro que nem todos passaram pelo stand português nas Festas Consulares, e o público era essencialmente francês. “Os Franceses descobriram que Portugal é um país fantástico e mudam-se para lá” conta ao LusoJornal. “Lyon está a apenas duas horas de Lisboa ou do Porto, é sensivelmente o tempo que demoram até Paris no TGV, só que vão de avião. Os Franceses sentem-se verdadeiramente bem acolhidos em Portugal, tal como os Portugueses também se sentiram bem acolhidos quando chegaram cá”.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
8.1
X