Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Delegação de 45 autarcas da Cívica está em Portugal

45 Autarcas franceses estão em Portugal desde sábado, na habitual “viagem de estudo” da Cívica, a associação de autarcas de origem portuguesa em França.

“O objetivo destas deslocações é permitir aos autarcas membros da Cívica de poderem descobrir e trocarem impressões sobre as boas práticas autárquicas em Portugal. Mesmo se habitualmente acolhemos delegações municipais portuguesas que se deslocam a França, nada vale o facto de podermos ver o que se faz localmente através destas viagens” diz ao LusoJornal Ana-Maria de Almeida, Maire Adjointe de La Queue-en-Brie e Secretária da Direção da Cívica.

Segundo a Cívica, os 45 autarcas que integram esta delegação, correspondem, em termos de população, a mais de 18 milhões de habitantes distribuídos pela região Ile-de-France, Grand-Est, Loiret et Loire.

Se para os autarcas da Cívica, as temáticas das novas tecnologias, das boas práticas ambientais e energias renováveis estão no programa da deslocação, o aspeto relacional entre autarquias portuguesas e francesas não foram esquecidas. “Agora que, nos últimos anos, Portugal está na moda em França, parece-me essencial estreitar relações com as várias autarquias, para facilitar parcerias no sentido de favorecer o turismo para territórios portugueses pouco conhecidos dos Franceses e fortalecer os destinos conhecidos com ofertas mais diversificadas aproveitando, por exemplo, as viagens cofinanciadas pelas autarquias francesas” diz Jean-Pierre dos Santos, Maire Adjoint de Andresy e Tesoureiro da Direção da Cívica. “Nestes últimos anos a Cívica, através dos seus membros, foram bons promotores dos territórios visitados”.

Para Júlia Vappereau, primeira Maire Adjointe de Neuville-aux-Bois “o melhor exemplo destas relações institucionais é o que realizámos com a Câmara municipal de Albufeira, com a realização da exposição assinalando o Armistício de 11 de novembro de 1918”. Uma exposição francesa, adaptada para Portugal, que de 2014 a 2018 se deslocou no território francês e alemão, e findos estes quatro anos, foi para Portugal, para Albufeira. “Que bela homenagem aos Soldados portugueses desaparecidos nessa Guerra” comenta Júlia Vappereau.

A exposição “De Lágrimas e de Lama… 14-18 nos olhos de um soldado” permite ver o que os Soldados viveram com uma larga apresentação de imagens 3D tiradas nas trincheiras e um filme 3D num espaço dedicado.

A delegação da Cívica chegou a Albufeira no sábado de manhã e reuniu-se logo, numa cerimónia de boas vindas, com o Presidente da Câmara municipal daquela cidade, José Carlos Rolo.

A apresentação do programa da viagem foi feita pelo Presidente da Cívica, Paulo Marques, e pela assessora executiva da associação, Marilyne Miranda, seguindo-se a apresentação de todos os membros da delegação.

Este é o segundo ano consecutivo que a Câmara municipal de Albufeira acolhe uma delegação da associação Cívica. Depois de uma apresentação do interior do concelho de Albufeira, na primeira vez, este ano o município decidiu mostrar a parte turística do concelho com um passeio de barco pela costa.

A tarde foi dedicada à homenagem dos autarcas franceses de origem portuguesa, no Cemitério Novo da cidade, ao antigo Presidente da Câmara municipal de Albufeira, Carlos Silva e Sousa, falecido brutalmente em fevereiro deste ano, e com quem a Cívica tinha delineado um amplo plano de ação.

Os autarcas da Cívica encontraram também a Comunidade francesa a residir em Albufeira, no Espaço Multiusos da cidade, onde está patente a exposição do Centenário da Grande Guerra.

“Fortalecer a identidade europeia pode ter um grande simbolismo com este encontro com Franceses que residem em Albufeira e autarcas de origem portuguesa a exercer funções em França. Que sinal forte estamos a dar aos eurocéticos” lança Júlia Vappereau.

No Algarve, durante o fim de semana, os autarcas da Cívica tiveram vários encontros e hoje estão na região de Lisboa. Esta manhã tiveram um encontro com o Presidente da Câmara municipal de Cascais, Carlos Carreiras, e de tarde participam na gravação do programa televisivo “Decisão Nacional” da RTP internacional.

Logo à noite, a Cívica oferece um jantar aos “parceiros institucionais portugueses” no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 45 Votos
5.5
X