Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Emília Ribeiro foi eleita Maire Adjointe em Les Ulis e quer reativar geminação com Sátão

No sábado passado, dia 4 de julho, Emília Ribeiro assumiu a função de Maire Adjointe da cidade de Les Ulis (91), aquando da primeira reunião do Conselho Municipal eleito na segunda volta das eleições municipais.

Emília Ribeiro foi eleita na lista “Osons Les Ulis” conduzida pelo novo Maire Clovis Cassan, que obteve 29 dos 35 membros do Conselho municipal.

Clovis Cassan confiou a Emília Ribeiro os pelouros dos Idosos, da Saúde e das Relações internacionais, o que lhe vai permitir desenvolver funções que já ocupou pelo passado, quando foi eleita entre 2008 e 2014. Nessa altura assumiu também as relações com as localidades geminadas com Les Ulis, que são atualmente 4 na Europa e na África, tendo sido da sua iniciativa a assinatura de uma geminação com o município de Sátão, no distrito de Viseu, concretizada em 2013.

“Durante os últimos seis anos, estas relações estiveram suspensas, e após a crise sanitária da Covid-19, poderão enfim retomar com mais vigor, havendo desde já projetos que só estão à espera de se concretizarem” diz Emília Ribeiro ao LusoJornal.

Emília Ribeiro integra a Direção da Associação Cultural Portuguesa de Les Ulis-Orsay (ACPUO) desde a sua criação em 1978, e da Coordenação das coletividades portuguesas de França (CCPF) há uma dúzia de anos. Mas também é dirigente da associação Beirões Ligados a França, com sede em Sátão, desde a sua criação, em 2009.

Natural de Lisboa, Emília Ribeiro emigrou para França com os pais, em 1972. Mora em Les Ulis desde 1974, e está muito ligada a Sátão por razões familiares e de amizade. Reformada desde o ano passado de uma empresa financeira de dimensão mundial, Emília Ribeiro tenciona pôr a sua experiência associativa até agora mais relacionada com os Portugueses, ao serviço de todos os habitantes de Les Ulis, “e estabelecer outros contactos com o exterior, visto serem múltiplas as origens e riquezas culturais da nossa população”.

 

Comunidade
X