Exposição de pintura de Orlando Pompeu na Pastelaria Belém, em Paris

Cultura

 

No sábado passado, dia 8 de outubro, foi inaugurada na Pastelaria Belém, em Paris, uma exposição do mestre-pintor Orlando Pompeu dedicada à temática da emigração portuguesa. O evento teve lugar por ocasião do lançamento, no Consulado Geral de Portugal em Paris, da segunda edição do livro “Crónicas-Comunidades, Emigração e Lusofonia”, do historiador e escritor Daniel Bastos.

A curadoria da exposição esteve a cargo precisamente de Daniel Bastos, que tem divulgado os trabalhos do artista plástico junto da diáspora.

Composta por mais de uma dezena de desenhos concebidos propositadamente para o livro, a exposição de Orlando Pompeu, um dos mais consagrados artistas plásticos portugueses da atualidade, está patente à Comunidade luso-francesa durante os próximos meses.

Durante a inauguração, Daniel Bastos agradeceu a sensibilidade de Natália Martins, proprietária da Pastelaria Belém, para a realização de uma exposição “que honra e dignifica os emigrantes portugueses” e justificou a ausência do mestre-pintor “por compromissos de agenda”.

Estiveram presentes na inauguração da exposição o Deputado Paulo Pisco, eleito pelo círculo eleitoral da Europa, dois conterrâneos de Fafe, Manuel Pinto Lopes e Parcídio Peixoto, assim como outras personalidades da Comunidade portuguesa de França.

Os desenhos expostos refletem um estilo pictórico singular, heterogéneo, criativo e contemporâneo de Orlando Pompeu, detentor de uma obra que está representada em variadas coleções particulares e oficiais em Portugal, Espanha, França, Suíça, Inglaterra, Alemanha, Croácia, Austrália, Brasil, México, Dubai, Canadá, Itália, EUA e Japão, e que recebe no próximo dia 16 de outubro, em Paris, o Diploma de Membro e a Medalha de Bronze da Academia Francesa das Artes, Ciências e Letras.

 

Pastelaria Belém

47 rue Boursault

75017 Paris

 

Donativos LusoJornal