Filme de Albert Serra coproduzido pela Rosa Filmes de Joaquim Sapinho está nomeado para os Césares

Cultura

 

O filme “Pacifiction”, do realizador espanhol Albert Serra, coproduzido pela produtora francesa Rosa Filmes, de Joaquim Sapinho, soma nove nomeações para os Césares, os prémios da Academia de Francesa de Cinema, de acordo com o anúncio feito hoje em Paris.

De acordo com as nomeações reveladas pela Academia francesa, “Pacifiction – Tourment sur les îles” é candidato, entre outros, ao prémio de Melhor Filme, Realização, Fotografia e Melhor Representação Masculina, para Benoît Magimel.

“Pacifiction” é “fantasia pura – toca o político, toca o contemporâneo, toca o humano e as relações humanas”, afirmou o realizador catalão em entrevista à publicação Cineuropa, quando o filme se estreou em maio de 2022 no Festival de Cannes.

Rodado na Polinésia francesa, o filme foi coproduzido por França, Espanha, Alemanha e Portugal, pela Rosa Filmes, produtora com a qual Albert Serra fez também os filmes “A morte de Luís XIV” (2016), “Roi Soleil” (20198) e “Liberté” (2019).

Na edição deste ano dos Césares, o filme mais nomeado é a comédia “L’Innocent”, de Louis Garrel, com 11 candidaturas, seguindo-se “La nuit du 12”, de Dominik Moll, com dez. O realizador norte-americano David Fincher receberá um César de Honra.

A cerimónia dos Césares está marcada para 24 de fevereiro em Paris.

 

Donativos LusoJornal