Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Estrangeiros de 92 países investiram 744,3 milhões de euros em 2019 na Área de Reabilitação Urbana (ARU) de Lisboa, tendo adquirido 1.639 imóveis, revelou a consultora Confidencial Imobiliário.

De acordo com a consultora, os compradores internacionais apresentaram em 2019 uma quota de 35% no total de investimento em habitação por particulares na ARU de Lisboa, o qual ascendeu a um total de 2,11 mil milhões de euros, representando um recuo de 12% em relação ao ano anterior, devido à perda de dinâmica dos compradores nacionais.

Cinco países concentraram mais de metade do investimento internacional em habitação na ARU de Lisboa, com um peso agregado de 53%, destacando-se a China (com uma quota de 16,7%), seguida da França (15,9%), do Brasil (9,7%), do Reino Unido (6,0%) e dos Estados Unidos (4,5%).

A ARU de Lisboa cobre praticamente todo o território da cidade, excluindo algumas zonas como o Parque das Nações, as Laranjeiras ou a Alta de Lisboa, tendo por isso a consultora considerado todas as freguesias, excluindo as do Parque das Nações, Lumiar e Santa Clara.

 

LusoJornal Artigos
X