Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Strasbourg venceu a Taça da Liga francesa de futebol por 4-1 na marcação das grandes penalidades frente ao Guingamp após o empate sem golos no fim do tempo regulamentar e do prolongamento, no Estádio Pierre Mauroy em Lille. Há um novo vencedor na competição francesa, o Strasbourg, após cinco anos consecutivos em que o Paris Saint Germain arrecadou o troféu.

O jogo opunha o Strasbourg, do avançado luso-caboverdiano Nuno da Costa e do médio franco-português Anthony Gonçalves (na foto), ao Guingamp do defesa português Pedro Rebocho. O clube da Alsace eliminou entre outros clubes o Lille, o Marseille e o Lyon para chegar à final, enquanto a equipa da Bretagne conseguiu a proeza de eliminar o PSG, no Parc des Princes.

Uma final equilibrada durante os 90 minutos. A primeira parte foi pouca entusiasmante e terminou com um empate sem golos, sendo que nenhuma das equipas queria arriscar.

A segunda parte acabou por ser mais intensa. Com o cansaço de cada lado, os espaços começaram a aparecer e o perigo aproximou-se de cada baliza. No entanto o jogo terminou com um empate sem golos no fim dos 90 minutos.

O prolongamento pouco ou nada trouxe visto que o empate manteve-se. O encontro ia ser decidido na marcação das grandes penalidades.

Na marcação das grandes penalidades, o Strasbourg conseguiu levar a melhor vencendo por 4-1.

O Strasbourg venceu pela terceira vez a Taça da Liga francesa, em três disputadas, após aquelas conquistadas em 1997 e em 2005. O clube da Alsace apura-se assim para a Liga Europa da próxima temporada, 2019/2020.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
7.6
X