Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

A nova Presidente da “Assemblée des Français de l’étranger” – o equivalente francês do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP) -, eleita em dezembro, é Hélène Degryse, tradutora, intérprete e jornalista francesa radicada nos Países Baixos, há muito militante associativa.

Hélène Degryse tem 44 anos, nasceu em Calais e mora há cerca de 25 anos em Amsterdão. Escreveu vários guias turísticos.

A França tem cerca de 3,5 milhões de Franceses espalhados pelos quatro cantos do mundo, que elegeram, em maio, 442 Conselheiros dos Franceses no Estrangeiro, quatro deles foram eleitos em Portugal: Laurent Goater, Françoise Conestabile, Hervé Cardon e Julien Letartre. Foram eleitos em 15 círculos eleitorais, por um período de 6 anos (este é um mandato excecional de 5 anos).

É destes Conselheiros que são eleitos os 90 que integram a “Assemblée des Français de l’étranger” e que agora elegeram Hélène Degryse.

Já antes, os Conselheiros Consulares elegeram os 12 Senadores franceses que representam os Franceses que residem no estrangeiro.

Contrariamente ao Conselho das Comunidades Portuguesas, a “Assemblée des Français de l’étranger” é uma estrutura fortemente partidarizada. Desta vez, e também graças ao trabalho de Hélène Degryse, os independentes e a maioria parlamentar constituíram um grupo comum, intitulado “Indépendants, Démocrates et Progressistes” (IDP) com 29 Conselheiros. O grupo “Écologie et Solidarité” (ES) tem 30 Conselheiros, a “Union des Républicains, des Centres et des Indépendants” (URCI) tem 15 Conselheiros e o “Groupe Solidaires et Indépendants” (SI) tem 14 Conselheiros. Ainda há 2 Conselheiros “não-inscritos”.

Para a eleição de Hélène Degryse contaram os 53 votos dos grupos ES e IDP, contra os 23 votos do adversário LR.

 

Donativos LusoJornal
X