Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O internacional português de râguebi Julien Bardy anunciou ontem o final da carreira, aos 34 anos, na sequência de uma lesão no ombro esquerdo que ‘atrapalhou’ a sua passagem pelo Montpellier, clube do top 14 de França.

O anúncio foi feito no site oficial do último clube de Bardy, filho de uma transmontana de Vila Pouca de Aguiar, através de uma mensagem aos adeptos, na qual aproveitou para “agradecer também aos antigos companheiros da Seleção portuguesa”, pela qual alinhou em 24 partidas ao longo da carreira.

“Agradeço à equipa de râguebi de Portugal por dar-me a oportunidade de jogar e representar orgulhosamente este lindo país de onde a minha mãe é oriunda. Foi um passo decisivo no início da minha carreira profissional”, escreveu ‘le barde’, que se estreou pelos ‘Lobos’ em 2008, numa derrota com o Canadá (21-13), em Lisboa, pela mão do antigo Selecionador Tomaz Morais.

Duas vezes Campeão de França pelo Clermont (2010 e 2017), Bardy transferiu-se no início da época de 2017/18 para o Montpellier, clube onde contraiu, na época seguinte, a lesão no ombro esquerdo que o afastou dos relvados por seis meses e acabou por precipitar a decisão no final de uma temporada que terminou de forma antecipada com o cancelamento do Top 14, devido à pandemia de Covid-19.

“Assim que regressei da lesão, senti imediatamente que o meu ombro não seria mais o mesmo e que seria difícil jogar muito mais épocas. Apesar dos esforços dos médicos e dos fisioterapeutas, continuava com muitas dores. Então decidi terminar a carreira no final do contrato”, revelou o terceira linha.

Julien Bardy fez o seu último jogo pelo Montpellier em 11 de janeiro, numa derrota (26-6) em Gloucester, em desafio a contar para a ‘Champions Cup’. Da Seleção portuguesa ‘despediu-se’ em 28 de fevereiro de 2015 com uma vitória sobre a Alemanha (11-3) em Lisboa.

 

Desporto
X