Lusa - PR / Luís Ochôa

Linda de Suza: Marcelo Rebelo de Sousa evoca “ícone de Portugal” e “exemplo de determinação”

Cultura

 

O Presidente da República evocou a cantora Linda de Suza, que morreu hoje aos 74 anos, como “exemplo de determinação” e “um ícone francês da imigração portuguesa e, portanto, um ícone de Portugal”.

Numa nota publicada no sítio oficial da Presidência da República na Internet, o Chefe de Estado refere que “Teolinda de Sousa Lança, que ficou conhecida artisticamente como Linda de Suza, foi uma figura a vários títulos emblemática”.

“Fica na nossa memória como exemplo de determinação e de fidelidade. Foi um ícone francês da imigração portuguesa e, portanto, um ícone de Portugal. A seu filho e netos apresento as minhas sentidas condolências”, acrescenta Marcelo Rebelo de Sousa.

Nesta mensagem de pesar, realça-se que Linda de Suza acompanhou “uma das maiores vagas migratórias portuguesas”, ao emigrar para França em 1970, onde “procurou melhor sorte”.

Chegou a França “já mãe” e lá se tornaria “a portuguesa” por excelência, “dado o seu sucesso como cantora a partir do final da década de 70, que lhe proporcionou discos de ouro e platina e concertos no Olympia”, em Paris.

Linda de Suza manteve “sempre explícitas, nos muitos álbuns e singles que gravou, as referências ao seu país de origem e à sua odisseia pessoal”, simbolizadas na expressão “mala de cartão”, acrescenta-se na nota.

 

Donativos LusoJornal