Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Z5xZqSTExA8
Cultura

 

Esta semana Nuno Gomes Garcia conversa com Carlos Campaniço, autor de “Velhos Lobos”.

“Velhos Lobos” recua até aos anos 30 e 40 do século XX, época em que o regime fascista em Portugal favorecia uma quase servidão feudal da grande maioria da população alentejana por um punhado de latifundiários amigos do regime. É exatamente essa oposição, essa luta de classes, se preferirem, que Carlos Campaniço trata neste romance.

De um lado, temos a família “Velho”, uma família camponesa pobre chefiada por Jacinto, um patriarca orgulhoso, e, do outro lado, temos, encabeçada por Francisco, a família “Lobo” cuja riqueza se alicerça no latifúndio e na exploração dos trabalhadores agrícolas.

Não perca a conversa do escritor Nuno Gomes Garcia com Carlos Campaniço e descubra uma oposição entre “Velhos” e “Lobos” que vai além dessa luta de classes e tem as suas raízes mergulhadas em histórias de amor mal resolvidas…

 

Entrevista realizada no quadro do programa «O livro da semana» na rádio Alfa, apoiado pela Biblioteca Gulbenkian Paris

Horários de difusão na Rádio Alfa:

Quarta-feira, 12h30 (versão curta)

Domingo, 14h25 (versão integral)

Terça-feira, 01h25 (versão integral)

 

Donativos LusoJornal
X