Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Um pouco de história:

Portugal, 4h00 da tarde, está muito calor e adoro caracóis… Sai uma dose de caracóis para a mesa do Vítor e uma imperial bem fresca.

Mantenha uma alimentação saudável… Este é um dos aspetos mais importantes para manter ou melhorar a sua saúde. Alimentar-se de forma equilibrada tem muitos benefícios: Assim sendo, continuamos a propor um receitas “saudáveis” e económicas.

 

Ingredientes

(Para 4 pessoas)

3 postas de bacalhau demolhado

1 molho de nabiças

1 couve-flor média

1 dl de azeite

5 dentes de alho

350 g de feijão-frade cozido

1 ramo de salsa ou coentros picados

 

Preparação

Para preparar estas migas de bacalhau, disponha as postas de bacalhau num tacho, junte água fria e leve ao lume. Quando ferver desligue e deixe o bacalhau arrefecer dentro da água.

Arranje e limpe as nabiças, lave-as e deixe escorrer. Num tacho à parte leve-as a cozer em água temperada com sal até ficarem tenras. Depois escorra-as e reserve.

Corte a couve-flor finamente até ficar tipo broa migada. Escorra o bacalhau, passe a água por um coador de rede fina para dentro de outro tacho e leve ao lume, quando ferver junte a couve-flor e deixe cozer durante 5 minutos. Depois escorra.

Esprema muito bem as nabiças para retirar a maior parte de água e pique-as. Limpe o bacalhau de peles e espinhas e lasque-o.

Descasque os alhos e esmague-os. Leve ao lume um tacho com o azeite e os alhos e deixe cozinhar até ficarem douradinhos. Retire os alhos e junte ao tacho as nabiças, o bacalhau e o feijão-frade, misture, tape e deixe cozinhar durante 5 minutos. Junte a salsa ou os coentros picados e misture. Retire para um prato fundo, espalhe em cima a couve-flor e sirva decorado com os alhos que retirou do tacho.

 

Sugestão: Este prato pode ser confecionado com sobras de bacalhau cozido. Aproveite também os talos da couve-flor e prepare uma sopa.

Nota: Por ser uma fonte de fibra e de ácido fólico, a escolha do feijão-frade é especialmente benéfica para a saúde.

Vinho: Para esta receita recomendo um vinho branco da região de Lisboa.

 

LusoJornal Artigos
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.2
X