Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Pierrefitte acolheu 1º Convívio do Concelho de Aguiar da Beira em França

A Associação de Trabalhadores Portugueses de Pierrefitte-sur-Seine, a norte de Paris, acolheu, no domingo passado, o 1º Convívio do Concelho de Aguiar da Beira em França, com o objetivo de “acentuar a proximidade aos emigrantes” e “promover o território” deste município do distrito da Guarda.

O Presidente da Câmara Municipal, Joaquim Bonifácio, e a Vice-Presidente Rita Mendes, deslocaram-se propositadamente, com uma delegação composta por empresários do concelho, e passaram o dia com cerca de 300 Aguiarenses radicados em França. O evento foi organizado para CLDS 3G Aguiar no Coração.

“Esta é uma iniciativa histórica” disse ao LusoJornal Altino Pinto, Coordenador do CLDS 3G Aguiar no Coração. “Queremos que os Aguiarenses de França continuem a contribuir para o desenvolvimento do nosso concelho, indo lá, consumindo os nossos produtos, divulgando o nosso território de Aguiar da Beira e é essa missão que estamos aqui para lhes transmitir”.

“Este é um reconhecimento que o poder político e o município de Aguiar da Beira deve aos seus emigrantes, aos que estão aqui, mas também noutros pontos do mundo” disse a Vice-Presidente Rita Mendes.

No concelho de Aguiar da Beira moram cerca de 5.500 habitantes, mas o Presidente da Câmara afirma que “pelo menos mais 10.000 pessoas moram no estrangeiro”.

Em declarações ao LusoJornal, Joaquim Bonifácio diz que se trata de um concelho do interior, “onde a desertificação se fez sentir, e de que maneira! E é por esse desenvolvimento do concelho que estamos a iniciar uma ronda pelas Comunidades”.

O Presidente da Câmara municipal diz que quer organizar mais encontros como este “para que possamos falar e encontrar soluções para os grandes problemas que atingem não só o concelho de Aguiar da Beira, mas neste caso específico o nosso concelho, que são os tais problemas do interior” reforça ao LusoJornal. “Os problemas que todos os políticos do nosso país falam, mas que as soluções infelizmente, se não forem os próprios habitantes a encontrarem, cada vez vai ser pior”. E remata que está “esperançado”. “Esperançado não só no trabalho do executivo, mas também na mensagem que vou transmitir a estes nossos Aguiarenses, porque eles também, como nós, adoram o concelho de Aguiar da Beira”.

O Município de Aguiar da Beira está inserido no distrito da Guarda e na região Viseu Dão Lafões, bem no coração de Portugal. Com 10 freguesias, a Câmara municipal tem um Gabinete de Apoio ao Emigrante. “Os nossos emigrantes, quando nos seus meses de férias se dirigem para Aguiar da Beira, já não necessitam de se deslocar a Viseu, à Guarda ou a outras cidades para tratar dos seus documentos. Nós queremos que eles entendam que nós também pensamos neles, mas para isso eles também têm de nos ajudar, eles têm de transmitir que estão connosco e transmitir aos seus filhos e aos seus netos que é importante pensar como nós pensamos. Queremos manter este diálogo constante” diz Joaquim Bonifácio.

O primeiro encontro teve lugar na Suíça e este, em Pierrefitte é o segundo. A ACSTP de Pierrefitte existe desde 1985 e tem uma sala num complexo empresarial. “Já tivemos um grupo de folclore, mas agora só temos duas equipas de futebol” diz ao LusoJornal o Presidente Joaquim Fernandes. “Temos aqui um jantar todos os sábados, e organizamos uma festa uma vez por mês”.

Mas esta foi uma festa especial, com cerca de 300 pessoas que se inscreveram para almoçar. Foi necessário suspender as inscrições e mesmo assim, foram acrescentadas mesas à última da hora.

“Viemos acompanhados por empresários de Aguiar da Beira, para poderem aqui promover e divulgar os seus produtos. Esta é uma possibilidade de expansão comercial do concelho e das suas potencialidades” explica Rita Mendes ao LusoJornal.

Numa mesa à entrada estava uma mostra de alguns dos produtos endógenos do concelho, desde o queijo da Serra, quer de origem industrial quer artesanal, mas também mel, castanhas, enchidos, Bolo Rei, “e também serviços, como por exemplo carpintaria, eletricidade, uma gama enorme quer de produtos apreciados gastronomicamente, quer de outros serviços que também interessam aos empresários de Aguiar da Beira promover aqui e são muitos os contactos que têm vindo a estabelecer nos últimos dias” afirma a Vice Presidente da Câmara municipal.

Altino Pinto, o organizador executivo deste projeto, estava visivelmente contente com os resultados e o Presidente Joaquim Bonifácio confirmou que “este é apenas o início de uma série de outros encontros que queremos estabelecer com as gentes do concelho que moram no estrangeiro”.

Até porque, refere, “o desenvolvimento de qualquer concelho só se consegue se todos pensarmos nesse concelho. Não basta só os políticos pensarem e é por isso que, ao virmos a estes encontros, ao criarmos estes encontros com associações e empresários locais, queremos transmitir que nos dias de hoje, todos nós podemos valorizar aquilo que temos, valorizar os nossos produtos endógenos e valorizar os nossos serviços”.

Para que cada emigrante “seja um embaixador do seu território” conclui a Vice-Presidente Rita Mendes.

A tarde terminou em música, com André Silva, um Aguieirense radicado na região de Paris.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 8 Votos
7.8
X