Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Australiano Caleb Ewan (Lotto-Soudal) venceu ao ‘sprint’ a 16ª etapa do Tour de France em bicicleta, que teve partida e chegada em Nîmes, enquanto o Francês Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quick Step) manteve a vantagem na liderança.

Caleb Ewan somou o segundo triunfo na 106.ª edição do Tour, depois de ter vencido a 11.ª tirada, igualando os feitos de Julian Alaphilippe e do britânico Simon Yates (Michelton-Scott).

Após o segundo dia de descanso da prova, o Australiano completou os 177 quilómetros da etapa em 3:57.08 horas, impondo-se ao ‘sprint’ ao Italiano Elia Viviani (Deceuninck-Quick Step), ao Holandês Dylan Groenewegen (Jumbo-Visma) e ao Eslovaco Peter Sagan (BORA-hansgrohe), segundo, terceiro e quarto classificados, respetivamente.

Quanto aos Portugueses, Nelson Oliveira com a equipa Movistar terminou no 59° lugar a 37 segundos do Australiano, José Gonçalves terminou no 100° lugar com a equipa Katusha Alpecin a 2 minutos de Caleb Ewan, enquanto Rui Costa (na foto) com a equipa UAE-Emirates acabou na 143ª posição a 5 minutos e 22 segundos do vencedor. De notar que Rui Costa esteve envolvido numa queda que ocorreu nos últimos quilómetros da etapa.

Na classificação geral, Julian Alaphilippe manteve a camisola amarela, assim como as diferenças para os principais perseguidores, casos do britânico Geraint Thomas (INEOS), segundo classificado, a 1.35 minutos, do holandês Steven Kruiswijk (Jumbo-Visma), terceiro, a 1.47, e do francês Thibaut Pinot (Groupama-FDJ), quarto, a 1.50.

Na geral do Tour de France, os Portugueses ocupam os seguintes lugares: Rui Costa está na 58ª posição a 1 hora 25 minutos e 44 segundos do líder, Nelson Oliveira subiu para o 92° lugar a 2 horas e 54 segundos, enquanto José Gonçalves ocupa o 125° lugar a 2 horas 33 minutos e 50 segundos do Francês.

Na quarta-feira, o pelotão da ‘Grande Boucle’ vai percorrer os 200 quilómetros da 17.ª etapa, entre Pont du Gard e Gap, numa tirada com duas contagens do prémio de montanha, uma de quarta e uma de terceira categoria, a menos de 10 quilómetros da meta.

 

LusoJornal Artigos
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
4.1
X