Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Associação Internacional dos Lusodescendentes quer lusodescendentes a estudar em Portugal

Lusa / Paulo Novais

No âmbito da 1ª fase do Concurso Nacional de acesso e ingresso no ensino superior, a Associação Internacional dos Lusodescendentes (AILD) lança um desafio aos candidatos emigrantes portugueses e familiares que com eles residam, para irem estudar para Portugal, beneficiando do contingente especial com 7% das vagas fixadas para esta 1ª fase e, usufruindo também, de “um conjunto de enormes outras vantagens”. “Há vagas inclusive para o curso de Medicina por esta quota especial” diz uma nota da associação. A AILD lembra que “na 2ª fase já não existe essa quota”.

“Estamos a preparar uma campanha que vamos já lançar nos próximos dias na nossa plataforma digital e através das redes sociais, para demonstrar as vantagens de aproveitar esta oportunidade e as vantagens de estudar em Portugal” diz um comunicado da associação.

A AILD argumenta que “Portugal foi avaliado como um ótimo destino para estudos por mais de mil alunos internacionais” e que “Portugal é abençoado por magníficas paisagens e uma grande diversidade de tradições, com um clima ameno e com imenso sol todo o ano, a gastronomia excelente e muito diversificada, existem residências e apoios diversos colocados à disposição dos alunos”. Para além disso, “é um país seguro para viver, foi considerado pelo 3º ano consecutivo como melhor destino turístico do mundo”.

A AILD diz que tem estado em contacto direto com as Universidades do país, “assim como junto das associações e clubes existentes nas Comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo, no sentido de as alertar para a importância de tomarem medidas, ações e iniciativas de divulgação desta realidade e desta oportunidade, para angariação desta franja de potenciais alunos para as universidades portuguesas”.

Na nota de imprensa, assinada por José Governo, a AILD diz que “esta é uma bandeira importante que devemos agarrar, a favor das universidades, do país, das nossas Comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e dos lusodescendentes”.

José Governo diz que, pela sua importância e impacto no país, “deve merecer uma mobilização nacional”. Nesta campanha, a AILD diz que vai colocar-se à disposição “para esclarecer todas as dúvidas” e remetê-las para a Direção-Geral do Ensino Superior.

 

Ensino
X