Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O cadáver de um ciclista português de 78 anos, desaparecido em outubro, foi encontrado na quarta-feira da semana passada, em Marmande, uma localidade a meio caminho entre Bordeaux e Agen, no sul da França. Estava num campo, a uns 20 metros da “route de Miramont”, perto da rotunda do Bédat.

O corpo foi encontrado por habitantes que passaram por ali, já em completa decomposição e a polícia judiciária está a investigar o caso, até porque a hipótese de homicídio parece ser a mais provável. Notava-se no corpo sinais evidentes de violência. Os documentos do homem estavam junto ao corpo, o que aliás permitiu uma identificação imediata.

Em outubro o homem tinha partido de bicicleta de corrida – como costumava fazer – de Barbaste em direção a Damazan, onde morava a filha, mas nunca chegou ao destino. A Gendarmerie tinha lançado um apelo para encontrar o homem, mas o processo só ficou desvendado na quarta-feira da semana passada quando os populares telefonaram para prevenir que tinham encontrado o corpo. Resta agora esperar pela autópsia para concluir sobre a morte do ciclista português.

Mas Marmande não fica no percurso que o ciclista devia percorrer, situando-se a cerca de 32 para lá de Damazan, que devia ser o destino final do homem.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 3 Votos
5.0
X