Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

Para assinalar o 25 de Abril, dia da Revolução, o Consulado Geral de Portugal em Bordeaux vai organizar uma série de leituras de textos e de poemas alusivos à data, nos dias 24 e 25 de abril, lidos por “figuras destacadas” da Comunidade.

O Cônsul Geral Mário Gomes convidou um conjunto de personalidades residente na área consular – funcionários do Posto, membros do Conselho Consultivo, dirigentes associativos, eleitos locais e muitos alunos de português dos níveis primário, secundário e universitário – que partilharão a leitura de poemas que serão transmitidos através das redes sociais do Consulado Geral, estando igualmente previsto que uma seleção dos poemas seja retransmitida pelas rádios locais com emissões em português.

Vão ser lidos “Trova do vento que passa” de Manuel Alegre, “E depois do adeus” de José Niza (primeira senha para o início da Revolução, na interpretação de Paulo de Carvalho), “Grândola, Vila Morena” de José Afonso (segunda senha para as operações militares), “O Dia da Liberdade – 25 de Abril” de José Jorge Letria, “Elefante de Abril” de Carlos Pinhão e “Portugal, Cravo Vermelho” de Armindo Rodrigues.

 

Dia Mundial da Língua Portuguesa

Mário Gomes quer também comemorar o dia 5 de maio, Dia Mundial da Língua Portuguesa.

De 26 de abril a 5 de maio, a campanha de poesia será animada por alunos de língua portuguesa, quer do ensino primário – alunos dos cursos EILE assegurados pela rede oficial do Ensino do Português em França -, quer do ensino secundário e universitário – sobretudo alunos dos níveis Collège e Lycée assegurados por professores do Ministério da Educação francês.

A comemoração do Dia Mundial da Língua Portuguesa conclui-se no dia 5 de maio com um evento presencial, que decorrerá nas instalações do Consulado-Geral em Bordeaux, entre as 18h00 e as 19h00, com público adaptado às condições sanitárias e retransmissão em direto nas redes sociais do Consulado e da Maison de l’Europe Bordeaux-Aquitaine. Será organizado um espetáculo de leitura de poesia de autores portugueses, em português e em francês, musicada pelo cantor e músico luso-guineense Carlos Có que interpretará igualmente algum repertório musical da lusofonia.

 

Comunidade
X