Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Festival de folclore nas Estrelas do Minho em Vaulx-en-Velin

Associações

 

No sábado passado, dia 18 de junho, no espaço em frente da sua sede, o Grupo folclórico Estrelas do Minho organizou o seu 38° Festival de Folclore em Vaulx-en-Velin, junto a Lyon (69). Após dois anos de interregno por causa da Covid-19, o cartaz integrou os grupos convidados Flores de Portugal, Mocidade Verde Minho de St. Martin d’Hères, Corações do Minho de Jons, Os Lusitanos de Mâcon, Rio Minho Alto Lima de Caluire, assim como o grupo da casa Estrelas do Minho de Vaulx-en-Velin e a sua Fanfarra, que abriu o festival.

“Estavam todos presentes” disse o Sr. Martins, responsável das Estrelas do Minho.

No fim do dia atuou o grupo “Fréquence” que veio de Pau e o grupo de cantares ZéZé Fernandes, vindo de Portugal para animar o espetáculo musical.

Ainda esteve presente a Maire de Vaulx-en-Velin, Hélène Geofroy, e o Cônsul-Geral de Portugal em Lyon, André Sobral Cordeiro, que agradeceram o convite e disseram, nos seus discursos, que estavam contentes com esta manifestação cultural popular e com a sua organização. Estiveram ainda presentes vários responsáveis do universo associativo português da região de Lyon, empresários, representantes do Banque BCP e da companhia de seguros Império.

“Foi certamente uma festa popular muito importante e agradável. Lembra já as festas que viveremos em Portugal durante as férias, os nossos arrais minhotos e noutras regiões. Para mim o folclore é fonte de alegria e se tivermos em conta as pessoas presentes, é do agrado de muitas pessoas que são originários do norte de Portugal” disse sorrindo Artur da Silva, que viveu este Festival enquanto espetador.

A banda Fréquence, é constituída por 9 músicos e duas vocalistas, e tem como responsável Christian, que coordena também o trabalho de quatro técnicos de som”.

“A nossa música é essencialmente música de baile, e é com música ligeira internacional, que animamos este tipo de eventos por toda a França” concluiu Christian.

Além da passagem em palco dos grupos de folclore, havia também a proposta, ao almoço e ao jantar, de comer uma boa refeição tradicional portuguesa.

A festa durou até altas horas da noite.

 

Donativos LusoJornal
X