Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Um pouco de história…

O Caldo Verde teve origem em meados do século XV e a sua produção iniciou-se nas províncias do norte de Portugal, especificamente na região do Minho e durante os anos, a receita foi adaptada de acordo com as regiões em que era preparado. É feita com couve-galega, típica de Portugal, e transformou-se num prato tradicional português muito consumido nas noites de inverno, em festas populares de Portugal.

A mistura teria surgido por causa dos lavradores que utilizavam ingredientes baratos, provenientes de suas terras para a produção de um caldo.

Em setembro de 2011 foi eleita uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal.

 

Ingredientes

(para 4 pessoas)

– azeite q.b.

– 2 dentes de alho picados

– 1 cebola picada

– 250 g de couve portuguesa ou galega cortada em tiras finíssimas

– 750 g de batatas cortadas em cubos

– sal & pimenta

– 180 g de chouriço de carne cortado em rodelas finas

 

Preparação

Aquecer 100 ml de azeite numa panela. Juntar a cebola e os alhos picados. Refogar até a cebola se apresentar macia e transparente, sem queimar.

Juntar os cubos de batata e envolver. Regar com 1,5 l de água quente e levar a ferver. Cobrir com uma tampa e cozinhar em lume médio por aproximadamente 20 minutos. Temperar com sal e pimenta.

Retirar a sopa do lume e triturar com o auxílio de uma varinha mágica ou de um liquidificador. Se a sopa parecer muito espessa, juntar mais um pouco de água. Colocar novamente a sopa ao lume e levar a ferver.

Adicionar as rodelas de chouriço e as tiras de couve. Cozinhar por mais 7 a 10 minutos. Retificar os temperos e retirar a panela do lume. Regar com um fio de azeite e servir de imediato.

 

Nota: Para uma degustação genuína, o Caldo Verde serve-se sempre em tigelas ou malgas de barro, acompanhadas de broa de milho, de centeio ou broa de Avintes e junta-se, no Caldo, várias rodelas de salpicão ou de chouriço de colorau, mas, de preferência, salpicão, que o tornam ainda mais delicioso.

Vinho: Segundo a receita original, deve ser sempre acompanhado por bom Vinho Verde tinto, também servido em malgas, que é um tipo de vinho altamente compatível com esta especialidade gastronómica.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 7 Votos
6.5
X