Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O natal está a poucas semanas de chegar e esta é a segunda receita adaptada à época festiva que se aproxima. “Nunca se esqueça que alimentar-se de forma equilibrada tem muitos benefícios”.

Há quem, em vez de bacalhau, prefira comer polvo no Natal. Se é uma dessas pessoas, fica aqui uma receita perfeita para si: Polvo cozido de Natal com couve à portuguesa. Fica aqui mais uma delícia que tem de experimentar.

 

Ingredientes:

(para 4 pessoas)

1 polvo (cerca de 2 kg)

4 batatas grandes

4 cenouras

1 couve portuguesa

1 cebola

4 dentes de alho

4 ovos

100 ml de azeite extravirgem

2 colheres (sopa) de vinagre

1 folha de louro

Sal e pimenta q.b.

 

Preparação:

  1. Deite o polvo numa panela grande, cubra com água e junte a cebola inteira, sem casca, e a folha de louro. Tape e deixe cozinhar por cerca de 40 minutos, ou até o polvo ficar macio.
  2. Corte a couve em pedaços e as cenouras em palitos. Leve ao lume um tacho grande com água e um pouco de sal. Junte as batatas com pele e deixe levantar fervura.
  3. Adicione depois a couve e a cenoura e deixe cozer por cerca de 20 minutos. À parte, coza os ovos em água temperada com sal, durante 10 minutos. Retire-os, passe-os por água fria e descasque-os.
  4. Leve ao lume uma frigideira com os dentes de alho picados e o azeite e deixe alourar um pouco. Adicione o vinagre e retire.
  5. Coloque o polvo num prato de servir, juntamente com a couve, a cenoura, as batatas cortadas ao meio e os ovos em quartos. Regue com o molho anterior e sirva.

 

Sugestão: Se por acaso sobrar alguma coisa, no dia a seguir pode saltear com azeite e mais alguns dentes de alho. É bem bom…

Nota: Sabe porque no norte do país o polvo é o prato da Consoada? No norte de Portugal, sobretudo na zona raiana, o bacalhau dá lugar ao polvo na mesa de Consoada. Salazar tentou travar a tradição para proteger a frota bacalhoeira, mas o povo sempre arranjou maneira de fazer chegar ao prato o tesouro que vinha da Galiza. O polvo ainda é o prato tradicional da noite de Consoada junto à fronteira com a Galiza. Um ato de resistência contra o tempo.

Vinho: Para acompanhar o Polvo, no fundo é como o Bacalhau, uma “guerra” com os vinhos, algumas pessoas recomendam o Vinho Branco e outras o Vinho Tinto, mas eu pessoalmente acho que no final a melhor escolha e de certeza aquela que o leitor escolher.

 

LusoJornal Artigos
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
1.2
X