Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A OCDE melhorou em uma décima a previsão de crescimento económico da zona euro este ano e no próximo, para 1,2% e 1,1%, respetivamente, e indica que “é adequada uma política monetária muito acomodatícia”. Portugal teria um crescimento de 1,9% este ano, enquanto o da França seria de 1,3%.

No relatório com as previsões económicas mundiais divulgado (‘Economic Outlook’), a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro cresça 1,2% este ano e 1,1% em 2020, quando em setembro, nas perspetivas económicas intercalares, previa crescimentos de 1,1% e 1%, respetivamente.

Além disso, a OCDE antecipa que “os desempenhos [das economias] da Alemanha e Itália devem permanecer mais fracos do que os de França e Espanha, em parte a refletir a sua maior dependência relativamente ao setor industrial e comércio global”.

O PIB francês deverá crescer 1,3% este ano e 1,2% no próximo, enquanto a economia espanhola deverá avançar 2% em 2019 e 1,6% em 2020.

Para o Reino Unido, a OCDE antecipa uma expansão de 1,2% este ano e 1% em 2020, alertando que “a incerteza relacionada com o ‘Brexit’ continuará a reter o investimento até que haja clareza sobre o formato das futuras negociações”.

Para a evolução da economia portuguesa, a OCDE antecipa que cresça 1,9% este ano, mais uma décima do que antecipava em maio, prevendo, para 2020, uma expansão de 1,8%, menos uma décima do que na anterior previsão. O Governo português espera um crescimento do PIB de 1,9% este ano e de 2% no próximo.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
4.5
X