Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O motorista português Tiago Coelho, que esteve desaparecido em França, continua hospitalizado e poderia estar com problemas psiquiátricos, disse o Vice-Procurador de Saintes. «A Procuradoria ainda não pôde falar com ele porque os médicos dizem que está num estado incompatível para ser ouvido», disse à Lusa Mathieu Auriol.

Segundo o Vice-Procurador francês, que falou com médicos do hospital, Tiago Coelho «parece que tem dificuldades de ordem psiquiátrica, portanto um estado mental confuso, que não permite que seja ouvido».

Tiago Coelho, motorista português de 31 anos e natural de Vila Real, desapareceu na segunda-feira em França, enquanto descansava na área de serviço de Fenioux, sentido norte, na A10 entre Saintes e Niort, a mais de 100 quilómetros de Bordeaux.

«Ele foi encontrado a 19 de junho, às 19h00, na mesma estação de serviço que tinha desaparecido. Tinha terra no corpo, estava arranhado nas mãos, o que leva a crer que esteja com dificuldades psiquiátricas», avaliou o Vice-Procurador.

De acordo com Mathieu Auriol, Tiago Coelho fez «declarações incoerentes» e por isso foi levado para o hospital de Saintes, que dista cerca de 100 quilómetros a norte de Bordeaux. «Se pudermos ouvi-lo vamos fazê-lo, mas não sei se antes não vai haver um repatriamento sanitário para Portugal», afirmou o Vice-Procurador francês.

O Consulado português de Bordeaux está a acompanhar o caso.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
8.3
X