Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas partilhou esta semana com o Ministro da Diáspora irlandês as políticas para a participação eleitoral das Comunidades, numa altura em que a Irlanda avança para um referendo sobre o voto dos seus emigrantes.

Durante uma reunião de trabalho que se realizou por videoconferência, Berta Nunes conversou com o homólogo irlandês, Colm Brophy, sobre o voto dos emigrantes, que no caso português permite a participação nas eleições legislativas, presidenciais e europeias.

A Irlanda prepara um referendo para os cidadãos irlandeses nos outros países poderem escolher o Presidente da República. “Nesse aspeto, temos políticas que vão mais além, pois as nossas Comunidades podem votar para o Presidente da República, para a Assembleia da República, têm Deputados que os representam, também podem votar para Europa”, disse Berta Nunes à Lusa.

Neste encontro, Berta Nunes enunciou ainda os apoios que o Estado português tem em curso para apoiar as Comunidades, incluindo o seu regresso a Portugal, através do programa Regressar, sobre o qual Colm Brophy manifestou interesse.

Tanto Portugal como a Irlanda têm “comunidades muito fortes em muitos países” e ambos os Estados assumem como prioridade política “a valorização da diáspora e o desenvolvimento de políticas que valorizem essas comunidades”, referiu Berta Nunes.

Os dois governantes concordaram na dificuldade atual em estar mais próximo das Comunidades devido à pandemia de Covid-19, reforçando a importância de as mesmas serem visitadas por quem os representa, o que não é possível neste momento.

Ainda assim, e também foi tema de conversa, as novas tecnologias têm permitido essa ligação e o acompanhamento, ainda que à distância, da realidade da diáspora.

 

Comunidade
X