Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

30

Donativos LusoJornal

 

Uma missa em memória de Aristides de Sousa Mendes, celebrada pelo Arcebispo de Bordeaux, Jean-Paul James, teve lugar ontem, segunda-feira, na Catedral Saint André de Bordeaux.

A homenagem foi organizada por ocasião da cerimónia de concessão de honras de Panteão Nacional a Aristides de Sousa Mendes, hoje, em Lisboa.

Aristides de Sousa Mendes era um católico devoto e foi assim lembrado pelo Arcebispo de Bordeaux. Durante a II Guerra mundial, decidiu desobedecer às ordens de Salazar para salvar milhares de pessoas que fugiam à perseguição nazi e evocou precisamente a sua consciência perante Deus, neste seu ato de “ajuda ao próximo”.

Aristides de Sousa Mendes pensava que Salazar – que também era católico devoto – compreenderia o seu ato, mas o Presidente do Conselho nunca lhe perdoou e o antigo diplomata morreu na miséria.

Os representantes do Comité Aristides de Sousa Mendes, à frente do qual está Manuel Dias, marcaram presença na Catedral de Bordeaux, assim como o atual Cônsul Geral de Portugal em Bordeaux, Mário Gomes.

 

Comunidade

 

X