Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Um pouco de história… ou quase…

Se ainda se lembra dos seus tempos de catequese, sabe que a Páscoa é um feriado religioso que começou por ser uma festa judaica de comemoração da libertação dos Egípcios. Nesta celebração, a ceia pascal obedecia a uma ementa específica: cordeiro macho, com um ano, assado inteiro e acompanhado de ervas amargas e pão ázimo, que simbolizava os primogénitos mortos, a escravatura e a pressa na saída do Egito.

Só mais tarde é que os cristãos começaram a festejar a Páscoa, que assinala a ressurreição de Cristo. É marcada pelo fim da abstinência de carne – por isso é que raramente se come peixe na Páscoa, sendo o mais comum comer-se borrego ou cabrito.

Mas ao contrário do que acontece no Natal, a ementa de Páscoa em Portugal não é tão restrita, variando de região para região. No Alentejo, por exemplo, come-se ensopado de borrego, mas o prato principal é o cordeiro. Já no Porto, lombo de boi ou cabrito são os pratos de eleição, enquanto na Beira Litoral, leitão assado ou chanfana são o prato do dia em qualquer casa de família na Páscoa.

.Depois de ter colocado a várias receitas dentro de um chapéu a feliz contemplada foi precisamente a receita de Cabrito assado à ribatejana

Ingredientes

(para 6 pessoas)

1 kg de cabrito ou borrego

1,200 kg de batatinhas novas

2 dentes de alho

1 raminho de salsa

100 g de chouriço de carne

80 g de toucinho gordo

1 malagueta (ou piripiri de frasco)

1 cebola pequenina

1 dl de vinho branco

1 c. (chá) de colorau

Azeite q.b.

Colorau q.b.

Azeitonas pretas q.b.

Salsa (ou louro verde) q.b.

Sal q.b.

Pimenta q.b.

Preparação

Passe pela máquina de picar os dentes de alho, a cebola, o raminho de salsa, a malagueta, o chouriço de carne e o toucinho gordo. Coloque tudo numa tigela, junte-lhe o vinho branco, o colorau e um pouco de sal e amasse bem, formando uma papa.

Com esta papa, esfregue muito bem os pedaços de cabrito e coloque-os num tabuleiro (é aconselhável um tabuleiro de barro, pois fica muito mais apetitoso).

Seguidamente, descasque as batatinhas, lave-as, escorra-as e tempere-as com um fio de azeite, sal, pimenta e um pouco de colorau e coloque-as em volta do cabrito.

Leve a assar em forno não muito quente e, de vez em quando, regue tudo com o próprio molho do assado. Caso seja preciso, pode acrescentar um pouco de água ou vinho branco, aos poucos, para que não queime e que fique com um pouco de molho.

Sirva quente, de preferência no próprio tabuleiro, e decore, a seu gosto, com louro verde ou salsa e azeitonas pretas. Ou então como na imagem com umas meias luas de laranja e salsa.

Bom apetite e boa Páscoa!

 

Nota: No que diz respeito aos doces, os mais típicos em Portugal são o folar, as amêndoas e os ovos de chocolate. Mas há também sobremesas específicas para certas regiões, como o pão de ló do Minho.

Vinho: De preferência Tinto.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.5
X