Saúde: Olho Vermelho e Visão turva

Comunidade

 

Não descure o olho vermelho, pode esconder uma doença grave.

Uma combinação comum é termos olho vermelho e acuidade visual turva, que pode ser provocada por diversos fatores ou problemas comuns à vida quotidiana. Vamos elencar alguns dos principais fatores deste binómio.

Assim vamos dividir em 3 grupos com níveis de gravidade diferentes, mas que não devem ser negligenciados e uma referência única de patologia grave.

 

Hábitos de vida

Neste grupo inclui-se o consumo de álcool associado ou agravado pela privação de sono.

Reações alérgicas a elementos ambientais externos, como pólens ou poluição, ou de origem interna como poeiras, mofo/humidade, pelos de animais ou ácaros. Isto é, conjuntivite alérgica, que não é contagiosa, mas é incomoda e provoca prurido, ardor, inchaço das pálpebras, fotofobia, sensação de corpo estranho, lacrimejo.

 

Traumatismos. Infeções e perturbações imunitárias

Traumas, queimaduras químicas, infeções como toxoplasmose, tuberculose, perturbações imunitárias como lúpus ou artrite reumatoide que causam uveíte são causa frequente de olho vermelho e visão turva. Estes sintomas podem surgir acompanhadas de dor ocular, cefaleias ou alterações do campo visual.

 

Alteração da pressão intraocular (glaucoma)

Quando há um desequilíbrio entre a produção de humor aquoso e eliminação do mesmo, há hipertensão ocular ou glaucoma.

Sintomatologicamente os doentes apresentam perda gradual de visão, perda de campo visual periférico, vómitos, náuseas, dores oculares, fotofobia, para além do olho vermelho e visão turva.

 

Como é constatável este binómio olho vermelho e visão turva tem múltiplas e diversificadas causas com potencial de gravidade variável, pelo que se impõe a consulta de um oftalmologista. Logo a solução passa pelo controlo ou eliminação da causa, em suma consulte um oftalmologista de forma periódica.

 

Professor Doutor Eugénio Leite

Oftalmologista

Diretor clínico das Clínicas Leite em Lisboa e Coimbra

 

Donativos LusoJornal