Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

O movimento de passageiros nos aeroportos nacionais caiu 69,4% em 2020, face a 2019, para 18,4 milhões, e aterraram 100,2 mil aeronaves em voos comerciais, menos 56%, segundo estatísticas rápidas do transporte aéreo divulgadas pelo INE.

“No conjunto do ano de 2020 (dados preliminares), aterraram nos aeroportos nacionais 100,2 mil aeronaves em voos comerciais (-56% face a 2019) e foram movimentados 18,4 milhões de passageiros (-69,4%)”, divulgou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

O aeroporto de Lisboa movimentou 9,3 milhões de passageiros, 50,4% do total, registando uma quebra de 70,3%.

Considerando os três aeroportos com maior tráfego de passageiros – Lisboa, Porto e Faro – o do Algarve registou a maior diminuição do número de passageiros movimentados em 2020, com uma queda de 75,5%.

Já considerando o volume de passageiros desembarcados e embarcados em voos internacionais em 2020, França foi o principal país de origem e de destino dos voos – ocupava a segunda posição em 2019 -, seguindo-se o Reino Unido (primeira posição em 2019), que registou a maior redução no número de passageiros desembarcados e embarcados face ao período homólogo (-76,0% e -75,2%, respetivamente).

Em 2020, registou-se uma diminuição de 30,2% no movimento de carga e correio nos aeroportos nacionais, que atingiu 147.000 toneladas.

 

Empresas
X