Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

O Conselheiro de embaixada Manuel André Coutinho Sobral da Cruz Cordeiro, deixa de ser Cônsul-geral de Portugal em Cantão, na China, e vai ser o próximo Cônsul-Geral de Portugal em Lyon, onde vai substituir Luís Brito Câmara. A transferência foi publicada no Diário da República do passado dia 11 de junho.

Antes de seguir para Cantão, em 2017, André Cordeiro desempenha o cargo de Chefe de Divisão dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e da África Austral, da Direção-Geral de Política Externa, e já antes era Chefe de Divisão de Desarmamento e Não-Proliferação de Armas Ligeiras e de Destruição Maciça.

Nascido em Lisboa em 1969, é licenciado em História pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, é Mestre em Estudos Europeus pela Universidade de Genebra e fez o Doutoramento em Direito Europeu pela Universidade de Viena, Áustria.

Trabalhou como assessor de Mário Soares e estreou-se, como diplomata, na Embaixada de Portugal em Teerão, em 2005.

Para o substituir em Cantão vai a Conselheira de embaixada Ana Paula Cordeiro, atualmente na Embaixada de Portugal em Paris. E para Paris vem o Segundo-secretário de embaixada Ricardo Dias Bastos.

Quem também está de saída de Paris é o Conselheiro de embaixada Duarte Bué Alves, colocado na Delegação Permanente de Portugal junto da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), e foi nomeado Cônsul-geral de Portugal em Manchester. Vai ser substituído em Paris pelo Segundo-secretário de embaixada Pedro Cabral Valente Dias Solano de Almeida, que até agora e Cônsul-geral Adjunto de Portugal em Luanda.

 

Comunidade

 

X