Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Associação Raízes organizou festa popular em St Priest

Raízes Raízes Raízes Raízes Raízes Raízes Raízes Raízes

Pelas 21h30 do dia 15 de novembro deu-se início à festa da Associação Raízes, sediada em Saint Priest, região do Rhône. A festa foi marcada pelo encontro de tocadores de concertina das regiões de Lyon e de Grenoble, pelos artistas vindos de vários lugares diferentes, desde Toulouse, Grenoble, Paris e Portugal. A apresentação esteve a cargo de Roque Cunha e de Filipe Ribeiro. Foi uma noite não muito quente, mas com um público muito caloroso que encheu naquela noite o espace Mosaique, em Saint Priest. Cerca de mil convivas estavam presentes no momento mais alto da festa.

A escolinha de concertina do professor Filipe Machado de Saint Martin d’Hères esteve presente com 16 dos seus 40 alunos, algumas ainda crianças e muitos deles deslocaram-se de Chambery com as suas famílias para participarem nesta festa.

O Presidente da Associação, Carlos Moreira, mostrou-se bastante satisfeito. “Para uma sexta-feira à noite, as pessoas aderiram em massa. Quero agradecer a todos os Presidentes das associações da região que disponibilizaram os seus tocadores para este convívio”, os presentes deliciaram se com os Viras Minhotos.

Na festa houve cantares ao desafio com Liliana Oliveira vinda de Portugal, Pedro Ribeiro de Paris, Sandrina Gonçalves da região de Isère e que faz parte do Grupo Estrelas do Minho de Vaulx-en-Velin e Filipe Ribeiro membro da associação Raízes.

O Presidente da Associação Raízes, também ele animador do programa português de rádio Raízes, disse ao LusoJornal que a vinda de alguns destes artistas tratou-se de uma parceria entre o programa português e a editora País Real, e foi com base nesta parceria que estiveram presentes Sónia Flávia vinda de Toulouse, Stephanie de Grenoble, Liliana Oliveira e Irmãos Cardoso vindos de Portugal.

Um momento alto da noite foi quando Pascal Cerqueira e Bruno de Andrade, dois tocadores de concertina da região, tocaram um reportório muito diferente do folclore.

O Cônsul Geral de Portugal em Lyon, Luís Brito Câmara, passou pela festa e no seu discurso em palco, saudou os organizadores pela realização do evento, e o seu contributo para a vida associativa. As empresas parceiras, como a BBI Interim, Efficity, Helene Vaz, DAbat, Animações Musicais FR, CIC Iberbanco e o LusoJornal também marcaram presença no evento.

Durante a noite, foi decretado um minuto de silêncio, tendo atenção ao Vice-Presidente da associação, Jean-Philippe Pinto, que não estava presente, pois foi neste mesmo dia o funeral da sua mãe.

Carlos Moreira agradeceu a todos os que ajudaram na festa naquele dia, “ao Filipe Ribeiro pelo som e não só, aos que estavam no bar, na caixa e na cozinha” disse ao LusoJornal, explicando que na cozinha foi constituída uma equipa com elementos de três associações diferentes, as associações portuguesas de Saint Priest, de Caluire e de Bron. E foi “com grande satisfação” que estes elementos contribuíram para o êxito da festa.

Foi também a boa disposição dos artistas que contagiou o público, fazendo a festa durar até altas horas da noite.

O próximo evento desta associação será a realização de um jantar de homenagem a Amália Rodrigues, 20 anos depois da sua morte, que terá lugar no dia 24 de janeiro do próximo ano, em parceria com vários fadistas. As reservas podem desde já ser efetuadas pelo mail:

raizes.radio.pluriel@gmail.com

 

LusoJornal Artigos
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
6.7
X