Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Empresas

 

A faturação das empresas portuguesas de comércio de móveis cresceu 11% em 2021, para os 875 milhões de euros, refere um estudo da Informa D&B ontem divulgado.

As importações, por sua vez, aumentaram 10,4% no ano passado, situando-se nos 879 milhões de euros, sendo que a Espanha se manteve como o principal fornecedor de móveis para o mercado português, ao representar quase 43% do total das importações. Seguem-se a França (12,9%), a Polónia (9,8%) e a China (9,8%), lê-se no estudo.

O número de empresas em atividade no setor no retalho de móveis e artigos de iluminação mantém-se desde 2016 em cerca de 3.325, após uma queda de 1,9% verificada em 2020.

 

Donativos LusoJornal
X