Saúde: Implante dentário Zircónia

Comunidade

 

Hoje em dia é possível recuperar os dentes perdidos de uma forma segura e confortável, tudo graças aos implantes dentários.

Os implantes dentários são, basicamente, dispositivos médicos que podem ser comparados à raiz artificial do dente ausente e servem de suporte a uma coroa (o elemento protésico semelhante ao dente). A cor, a forma e o contorno dos dentes novos podem ser feitos de forma a corresponder aos dos dentes naturais.

Os implantes permitem melhorar a função mastigatória e fonética, assim como manter a estrutura óssea e estética facial muitas vezes perdida, em consequência da falta dos dentes.

Os implantes mais usados continuam a ser os de titânio devido às suas excelentes propriedades mecânicas e biológicas.

No entanto, têm sido relatadas algumas complicações estéticas associadas à utilização destes implantes, especialmente em periodontos finos ou em casos de recessões gengivais, que podem comprometer o resultado estético final.

Como tal, o uso de implantes dentários de zircónia tem sido objeto de estudo desde a década de 70, tornando-se hoje, uma possível alternativa aos implantes de titânio, principalmente pelas suas propriedades mecânicas, aparência estética e menor adesão bacteriana.

Embora não seja adequado para todos os casos, os implantes dentários de zircônia podem ser melhores para situações clínicas específicas:

– é a única opção viável para quem tem alguma predisposição para desenvolver alergias ao metal;

– esteticamente a zircónia marca pontos eliminando o risco de linhas escuras ao redor da margem gengival;

– por ser isenta de metal retém menos placa bacteriana contribuindo para uma melhor saúde gengival.

As pesquisas a respeito do uso da zircônia como matéria base na fabricação de implantes são promissores, embora a documentação científica disponível seja limitada pelas poucas e curtas experiências clínicas, principalmente em termos de longevidade.

É importante que o paciente que opta por implantes dentários de zircónia, esteja informado das possíveis contraindicações do uso deste material e dos potenciais benefícios.

 

Professor João Espírito Santo

Médico dentista

Diretor clínico da Medical Art Center, no Porto

 

Donativos LusoJornal